• Fortaleza de Sagres | Foto Vanda Oliveira

    Fortaleza de Sagres | Foto Vanda Oliveira

  • Fortaleza de Sagres

    Fortaleza de Sagres

  • Fortaleza de Sagres | Foto: Vasco Celio

    Fortaleza de Sagres | Foto: Vasco Celio

  • Fortaleza de Sagres

    Fortaleza de Sagres

  • Ruínas Romanas de Milreu | Foto Adriana Nogueira

    Ruínas Romanas de Milreu | Foto Adriana Nogueira

  • Mosaico das Ruínas Romanas de Milreu

    Mosaico das Ruínas Romanas de Milreu

  • Casa Rural de Milreu

    Casa Rural de Milreu

  • Ruínas Romanas de Milreu

    Ruínas Romanas de Milreu

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe - Foto: Vanda Oliveira

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe - Foto: Vanda Oliveira

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe | Foto Lenea Andrade

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe | Foto Lenea Andrade

  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

    Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Património Cultural Imaterial Portal Cultura Portugal

Convite Alfarroba - memoria(s) de uma vida

Informação

Encerramento temporário dos monumentos afetos à DRCALG

Tendo em conta a aplicação das medidas adotadas em Conselho de Ministros, em particular no que toca à necessidade de garantir que são seguidas as recomendações da Direção Geral de Saúde relativas à concentração  de pessoas; tendo em conta a declaração do estado de alerta para Portugal, e a dificuldade em controlar os afluxos de visitantes, a Direção Regional de Cultura do Algarve informa que se encontram fechados temporariamente os seguintes monumentos, a partir do dia 15 de março, até data a definir:

- Fortaleza de Sagres;
- Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe;
- Ruínas Romanas de Milreu.

Esta informação encontra-se em  permanente atualização.

Plano de Contingência da DRCAlg, atualizado a 14 de março de 2020

estamos onEstamos On

A Direção Regional de Cultura do Algarve, em cumprimento do seu plano de contingência, não está a fazer atendimento presencial, mas continua com os seus serviços disponíveis, no horário de sempre e através dos números de telefone e dos correios eletrónicos do costume, que aqui se recordam:

Correio eletrónico: geral@cultalg.gov.pt
Telefone: (+351) 289 896 070
2ª a 6ª feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Para outros serviços do Estado, vá a eportugal.gov.pt

"Não paramos"

 

MEDIDAS EXTRAORDINÁRIAS DE APOIO ÀS ARTES

Estamos OnO site culturacovid19.gov.pt foi criado pelo Ministério da Cultura para apoiar no esclarecimento de todas as questões relacionadas com a aplicabilidade das medidas aprovadas pelo Governo, especialmente as que dizem respeito ao sector das artes e da cultura.
Aqui, terá respostas a perguntas frequentes, quer se trate de um artista independente ou por conta de outrem, quer seja uma estrutura.
Poderá ainda obter informação sobre as várias medidas extraordinárias de apoio às artes, nomeadamente sobre a Linha de Apoio às Artes.
Adicionalmente, tem um mail para onde pode escrever: cultura(ponto)covid19(a)mc(ponto)gov(ponto)pt

#Cultura_Estamos_On
#Não_paramos

 

Promontório de Sagres – Marca do Património Europeu | Questionário

Vimos solicitar a vossa participação no Estudo que está a ser promovido pela Erasmus University, em Roterdão, sobre o impacto do projeto Marca do Património Europeu (EHL), nos cidadãos europeus.

Trata-se de um breve questionário online, anónimo, que demora cerca de 3 minutos a dar resposta e que irá auxiliar a recolher informação sobre a eficácia do Projeto Marca do Património Europeu.

Se visitou o Promontório de Sagres/ Fortaleza de Sagres, monumento com esta distinção desde 2015,  convidamo-lo a colaborar.

Questionário na seguinte ligação:

https://erasmusuniversity.eu.qualtrics.com/jfe/form/SV_4MDKwW4W5KwHZIx?Q_CHL=qr

INFORMAÇÃO ATUALIZADA SOBRE AS CANDIDATURAS AO DIVAM E AO APOIO À AÇÃO CULTURAL 2020

Face ao estado de emergência em vigor devido à Pandemia originada pelo Covid 19, a Direção Regional de Cultura do Algarve encontra-se a analisar as candidaturas ao Programa DIVAM e ao PAACA apenas no sentido de perceber as que reúnem condições para vir a integrar a programação, ou a ser objeto de apoio.

Dadas as circunstâncias, não podemos indicar datas para a conclusão dos processos e para a realização dos projetos, por não ser, para já, previsível, quando poderão os agentes culturais retomar as suas atividades.

Agradecemos a compreensão de todos e reforçamos o apelo a que fiquem em casa.

COVID-19: FASE DE MITIGAÇÃO - RECUPERAÇÃO

Estamos On Salas de espetáculos
Salas de exibição de filmes cinematográficos
Programação cultural ao ar livre

Orientações da Direção Geral de Saúde para a utilização de Equipamentos Culturais

Perguntas e respostas frequentes

Limpos e Seguros: Monumentos da Direção Regional de Cultura do Algarve ostentam selo "Clean & Safe"

Esta campanha foi criada como forma de reconhecer as empresas e organismos, com interesse para o setor do Turismo, que cumprem as recomendações da Direção-Geral da Saúde, evitando a contaminação dos espaços com o COVID-19 e, assim, incentivar a retoma do setor do turismo a nível nacional e internacional, reforçando a confiança de todos no destino Portugal e nos seus recursos turísticos e culturais.

Fortaleza de Sagres Clean&SafeErmida de N. Sr.ª de Guadalupe Clean&Safe.jpgRuinas Romanas de Milreu Clean&Safe.jpg

Mais um excelente motivo para nos visitar, em segurança.

Confira AQUI a lista de espaços com selo atribuído (em constante actualização)

 “Apoiar.pt” do IAPMEI também se destina a empresas na área da Cultura

No âmbito da pandemia do COVID 19, o IAPMEI tem um novo apoio às empresas "Apoiar.pt", que também se destina a empresas na área da cultura. As ajudas do Apoiar.pt serão concedidas a partir de dia 25, mas todas as empresas já podem antecipar o 1º passo da candidatura, registando-se no Balcão 2020.

Como aceder ao Balcão 2020 e pedir os apoios? 

Para aceder aos mesmos importa identificar, no conjunto dos apoios que venham a existir, qual o que mais se adequa à sua empresa, quer em termos da dimensão (micro, pequena, média empresa), quer de setor de atividade, bem como, da situação financeira em que se encontra, entre outros.

De modo a aceder de forma mais eficiente e eficaz aos mesmos, alertarmos para um conjunto de procedimentos/registos que deverão estar assegurados, uma vez que que serão necessários para candidatura à maioria dos apoios, nomeadamente:

 

  • Certificação PME - serviço efetuado, por via exclusivamente eletrónica, que atesta o cumprimento dos critérios de micro, pequena e média empresa por parte das empresas nacionais. Convém verificar se a empresa está certificada e se o registo está atualizado com os valores relativos a 2019.

Este registo também se aplica às empresas constituídas em 2020 e a Empresários em Nome Individual.

O registo e a renovação são efetuados no site do IAPMEI

Se necessitar de apoio para o processo de Certificação PME poderá solicitar o mesmo, através dos contactos de apoio à certificação disponibilizados no site do IAPMEI.

  • Registo no Balcão 2020 – As candidaturas suportadas nos apoios “Portugal 2020”, são submetidas na sua grande maioria, na plataforma online denominada “Balcão 2020”.

Importa acautelar que a empresa se encontra registada, de forma a conseguir aceder aos formulários de candidaturas quando estiverem disponíveis, dado que nos momentos de grande afluência os acessos podem ficar condicionados.

O registo será efetuado no Balcão 2020”.

De forma a facilitar este processo, poderá aceder a um vídeo explicativo aqui.

Ao nível das condições de acesso aos referidos apoios, recomendamos verificar:

  • Não existência de dívidas – É importante garantir que a empresa tem a situação regularizada perante o Estado, nomeadamente, perante a Autoridade Tributária, a Segurança Social e as Entidades Gestoras de Incentivos.

  • Incidentes com a Banca, que podem dificultar acessos ao crédito.

  • Situação financeira da empresa, nomeadamente:

  • Se a empresa detinha capitais próprios positivos à data de 31 dezembro 2019, exceto para empresas constituídas em 2020;

  • Qual o nível de quebra de faturação que a empresa apresenta.

Por fim, partilhamos um apontamento sumário, sobre as novas medidas que se preveem estarem em vigor muito em breve:

  1. Apoiar.PT (750 M€ a fundo perdido) para comércio, serviços, cultura, alojamento e restauração;

  2. Apoiar Restauração.PT, apoio excecional e complementar aos já em vigor, equivalente a 20% da quebra média de faturação nos fins de semana de restrições. Estará disponível a partir de dia 25 de novembro;

  3. Programa de Apoio à Produção Nacional (100M€), que visará apoio a pequenos projetos de investimento de micro e pequenas empresas, com taxa média de cofinanciamento de 50% a fundo perdido, com majoração de 10 p.p. para territórios do interior;

  4. Linha de Crédito para empresas de apoio a Eventos (50M€), com conversão de 20% do crédito concedido em subsídio a fundo perdido em caso de manutenção de postos de trabalho;

  5. Linha de Crédito Indústria Exportadora (750M€), igualmente com conversão de 20% do crédito concedido em subsídio a fundo perdido em caso de manutenção de postos de trabalho.

O IAPMEI têm ao seu dispor uma equipa de técnicos especializados do IAPMEI, nas várias regiões, para as ajudar no acesso à informação sobre as novas medidas e as apoiar nas necessárias certificações e registos.

19 de novembro

 

Projeto piloto «Não Brinques com o Fogo»

A Senhora Ministra da Cultura preside à assinatura de quatro protocolos de colaboração entre as Direções Regionais de Cultura (DRC) do Norte, Centro, Alentejo e Algarve e a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), dia 23 de Junho, às 11h30, em Penacova, na Pérgula Raúl Lino, junto ao edifício dos Paços do Concelho.

A Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) pretende ensaiar uma abordagem inovadora com o objetivo de veicular mensagens-chave sobre comportamentos de risco a alterar face aos incêndios rurais, promovendo a mudança de atitudes através da sensibilização das populações sobre a valorização da floresta e da conservação da natureza e as boas práticas na utilização do fogo para a gestão da vegetação e do território.

Neste contexto, pretende-se, em 2020, realizar, sob a forma de projeto piloto, para prova de conceito, um conjunto de iniciativas que atendendo a objetivos culturais e pedagógicos específicos e a mensagens-chave concretas, decorrerão em territórios previamente definidos pela AGIF a nível nacional.

Para promover o desenvolvimento desta ação a AGIF estabeleceu um Protocolo de Colaboração com a Direção Regional de Cultura do Algarve, e demais Direções Regionais de Cultura, no âmbito do qual cabe a estas a gestão dos dois Avisos de candidaturas a seguir indicados:

AVISO #1 "Ações de Capacitação das Comunidades"

AVISO #2 "Criação de Espectáculo ao Ar Livre"

As candidaturas para ambos os avisos estão abertas entre os dias 23 de junho e 14 de julho (só serão consideradas válidas as candidaturas submetidas até às 18 horas do dia 14 de julho).

Nos links abaixo podem ser descarregados o avisos de candidatura e conhecer as temáticas centrais, os locais e datas das ações, as áreas artísticas e tipologia de entidades beneficiárias, o montante financeiro disponível, os critérios de avaliação de mérito da candidatura e os documentos obrigatórios. As candidaturas devem ser submetidas online.

AVISO #1 ARTES PERFORMATIVAS – AÇÕES DE CAPACITAÇÃO DAS COMUNIDADES – Formulário de candidatura AQUI

AVISO #2 ARTES PERFORMATIVAS – CRIAÇÃO DE ESPETÁCULO AO AR LIVRE – Formulário de candidatura AQUI

Toda documentação complementar solicitada deve ser remetida para o endereço geral(a)cultalg(ponto)gov(ponto)pt .

Visita da Ministra da Cultura a Tavira

Diretora Regional de Cultura acompanhou Ministra da Cultura na visita a Tavira e S. Brás de Alportel

 

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, acompanhada pelo Secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, visitaram na passada sexta-feira, dia 4 de Julho, a exposição “A Principal do Reino do Algarve – Tavira nos séculos XV e XVI”, celebrando os 500 anos da elevação de Tavira a cidade, que está patente ao público no Palácio da Galeria/Museu Municipal de Tavira, e no neste mesmo local visionaram a obra encomendada pelo Museu Zer0 intitulada “D.0 Pigment0s.

 

Visita da Ministra da Cultura a S. Brás de AlportelEm seguida, a comitiva na qual estava incluída a Diretora Regional de Cultura do Algarve, Adriana Nogueira, assistiu à inauguração do ciclo “O Mapa e o Território”, no Centro de Artes e Ofícios em São Brás de Alportel.

 

6 de julho

Dissertação sobre “Jardins Históricos de Faro” recebe Menção Especial no Prémio Archiprix Portugal 2020

A Direção Regional de Cultura do Algarve felicita Filipa Rabaça, aluna do mestrado em Arquitetura Paisagista, da Universidade do Algarve, pela atribuição da Menção Especial (equivale ao 2.º prémio), do Prémio Archiprix Portugal 2020 - Prémio Nacional para o Ensino de Arquitetura, Arquitetura Paisagista e Urbanismo, com a dissertação de Mestrado sobre património do Algarve "Contributos para o inventário de Jardins Históricos no Algarve: Faro". A entrega do Prémio Archiprix Portugal 2020 realizou-se no passado dia 4 de Julho.

Foto

A orientação da tese foi da Professora Sónia Talhé Azambuja, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve.

Esta foi a 8.º edição do Prémio Archiprix Portugal, e no histórico do prémio é a primeira vez que uma dissertação de Mestrado em Arquitetura Paisagista é premiada. Do coletivo de 24 Finalistas foi distinguido um trabalho vencedor, uma menção especial e nove menções honrosas, que têm assegurada a presença no Anuário Archiprix Portugal 2020. Este prémio anual reconhece a excelência do ensino e permeia o conjunto aluno/orientador/instituição de ensino.


O Prémio Archiprix Portugal 2020 - Prémio Nacional para o Ensino de Arquitetura , Arquitetura Paisagista e Urbanismo foi instituído em 2012 pela Fundação Archiprix (Roterdão) e pela Fundação Serra Henriques envolvendo de forma plural e independente a Ordem dos Arquitetos, a Trienal de Arquitetura de Lisboa, a Casa da Arquitetura, o Docomomo Internacional, a Associação Portuguesa de Urbanistas, a Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagistas (APAP), e o Corpo Docente das Instituições de Ensino de Arquitetura, Urbanismo e Arquitetura Paisagista portuguesas.

9 de julho

Curtas metragens de Três Realizadoras Portuguesas – Estreia Nacional em Faro

FotoO Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, e a Diretora Regional de Cultura do Algarve, Adriana Nogueira, assistiram no dia 9 de julho à estreia nacional das três curtas-metragens das jovens realizadoras portuguesas, Sofia Bost, Mariana Gaivão e Leonor Teles, a convite do Cineclube de Faro.

A sessão, que decorreu no espaço exterior do Instituto Português da Juventude em Faro, incluiu os filmes Dia de Festa (Sofia Bost), Ruby (Mariana Gaivão) e Cães que Ladram aos Pássaros (Leonor Teles).

Segundo informação partilhada pelo Cineclube de Faro, o primeiro filme a ser apresentado, na sessão da passada quinta-feira, marca a estreia de Sofia Bost na realização. Esta curta-metragem é sobre a complexidade das relações entre mães e filhas e fez parte da competição oficial da Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes 2019. Dia de Festa já foi apresentado em mais de 18 festivais internacionais, tendo recebido os prémios de Melhor Atriz Secundária para Teresa Madruga no Caminhos do Cinema Português e o Prix du Jury Professionnel no Rencontres de Films Femmes Méditerranée.


FotoO filme de Mariana Gaivão, Ruby, arrecadou o Prémio para o Melhor Realizador Português no Curtas Vila do Conde Festival Internacional de Cinema 2019 e os prémios de Melhor Curta-Metragem e Melhor Cartaz no Caminhos do Cinema Português 2019. Além disso, tem sido exibido em vários festivais de renome como o Festival Internacional de Cinema de Roterdão ou o Festival du Nouveau Cinéma de Montréal, Canadá. O filme retrata uma juventude em autodescoberta e acompanha a jovem Ruby nos dias antes de a sua melhor amiga, Millie, regressar a Inglaterra.


Cães Que Ladram aos Pássaros, o mais recente filme da realizadora Leonor Teles fechou esta sessão de curtas. Depois de um périplo por inúmeros festivais internacionais, esta foi a primeira oportunidade para o público português ver esta curta que acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária. O filme estreou na passada edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, foi Nomeado para Melhor Curta Metragem Europeia nos 32º European Film Awards e recebeu o Tercero Premio del Jurado Internacional do Mecal Pro – Festival Internacional Cortometrajes y Animación.


FotoPara Filipa Reis, produtora da Uma Pedra no Sapato juntamente com João Miller Guerra, "esta estreia é um acto de resistência e uma celebração do cinema português no feminino. Passados quatro meses, é importante voltar a ter prazer, regressar ao colectivo e afastar o medo. Desfrutar a juventude."
A distribuição desta sessão de curtas-metragens é da responsabilidade da produtora Uma Pedra no Sapato, de Filipa Reis e João Miller Guerra, que também produziu Dia de Festa e Cães Que Ladram aos Pássaros. O filme Ruby é uma produção da Primeira Idade.

O público encheu todos os lugares disponíveis, sempre cumprindo todas as regras de segurança e distanciamento social definidas pela Direção Geral de Saúde.


Antes da sessão teve lugar uma reunião de trabalho com o Secretário de Estado, os cineclubes de Faro e de Tavira e a Diretora Regional de Cultura.

13 de julho

Museu de Albufeira reabre ao público mais acessível

FotoO Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira reabriu esta manhã ao público, após obras de adaptação, de modo a “tornar o espaço e a zona envolvente de todos os meios necessários à criação de um percurso acessível a todos os públicos, com interpretação e fruição em iguais circunstâncias, independentemente das suas aptidões físicas, cognitivas, sociais e culturais” conforme refere a Câmara de Albufeira no convite enviado a esta Direção Regional.

Na cerimónia de reabertura do renovado espaço museológico estiveram presentes Adriana Nogueira, Diretora Regional de Cultura, acompanhada por Rui Parreira, Diretor de Serviços dos Bens Culturais da Direção Regional e representante do Grupo de trabalho para desenvolver e apresentar a Estratégia Nacional de Promoção da Acessibilidade e da Inclusão dos Museus, Monumentos e Palácios.

Saiba mais sobre o Museu em:

Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira

Direçaõ Geral do Património Cultural - Museu Municipal de Arqueologia de Albufeira

Rede de Museus do Algarve

16 de julho

Projeto "Não Brinques com o Fogo" escolhe espetáculo para
sensibilizar população sobre fogos floretais

Foto

“O Homem do Fogo” um espetáculo multidisciplinar que conjuga a música, a pintura de areia e a narração oral foi a proposta escolhida pelo do júri do Projeto piloto “Não Brinques com o Fogo”, desenvolvido pela Agência para a Gestão Integrada de Fogos Florestais (AGIF), em colaboração com a Direçao Regional de Cultura do Algarve.

O espetáculo ao ar livre terá lugar no dia 26 de Setembro, em São Brás de Alportel, com a Banda Filarmónica de São Brás de Alportel, Pilar Puyana (Ilustração e pintura de areia) e Fernando Guerreiro (narração oral).

O projeto apresentado pela ARCA - Associação Recreativa e Cultural do Algarve, em consórcio com a ACREMS - Associação Cultural e Recreativa Escola de Música Sambrazense, a Junta de Freguesia de São Brás de Alportel e Município de São Brás de Alportel, foi a proposta vencedora ao AVISO #2 ARTES PERFORMATIVAS – CRIAÇÃO DE ESPETÁCULO AO AR LIVRE, tendo o júri valorizado o trabalho de proximidade a desenvolver com a comunidade local.

O Projeto piloto “Não Brinques com o Fogo” pretendeu ensaiar uma abordagem inovadora com o objetivo de veicular mensagens-chave sobre comportamentos de risco a alterar face aos incêndios rurais, promovendo a mudança de atitudes através da sensibilização das populações sobre a valorização da floresta e da conservação da natureza e as boas práticas na utilização do fogo para a gestão da vegetação e do território.

22 de julho