• Estação Romana da Quinta da Abicada

    Estação Romana da Quinta da Abicada

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

  • Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

    Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

  • Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

    Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

  • Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

    Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

  • Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

    Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

  • Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

    Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

  • Torreões do Castelo de Loulé

    Torreões do Castelo de Loulé

  • Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

    Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

  • Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

    Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

  • Castelo de Paderne

    Castelo de Paderne

  • Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

    Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

  • Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

    Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

  • Fortaleza e Promontório de Sagres

    Fortaleza e Promontório de Sagres

  • Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

    Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

Página Inicial Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Prémio Regional Maria Veleda

Cartaz Prémio Maria Veleda

Prémio Regional «Maria Veleda»|2016

 

Aberto a apresentação dos projetos ao Prémio Regional "Maria Velada" até ao dia 9 de setembro de 2016

Todas as informações aqui

Cartaz "Virgem Negro" Exposição " VIRGEM, NEGRO "

 e 

 conjunto de composições Jazz

 

 Dia 11 de junho, na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe (Raposeira-Vila do Bispo),  inaugura pelas 16h “ VIRGEM, NEGRO”, intervenção da artista plástica Ana André, a  segunda do Ciclo Derivas Continentais, que estará patente até dia 02 de julho. Pelas 17h, o  contrabaixista português  Zé Eduardo e a trompetista suíça Hilária Kramer apresentam um  conjunto de composições Jazz.

 A intervenção tomará a forma de livro, onde as folhas são superfícies de pintura preparadas  para receber o traço, o registo (ou o rasto) da paisagem, em que as paisagens noturnas, a  noite, é o princípio, o ponto de partida. As marcas deixadas pelo processo de construção e  preparação das superfícies são parte das condicionantes, estruturam, estão presentes ao  longo de todo o processo e influenciam as decisões.

Trata-se de uma organização da Tertúlia Associação Sócio-Cultural de Aljezur.

 

Cartaz "O Espírito do Passado"

Dia 11 de junho, ao fim da tarde, às 19 h, no Castelo de Paderne (Albufeira) realiza-se ” O Espírito do Passado”, performance/intervenção teatral, criação da Amarelarte que convida ao diálogo entre o público e as personagens do passado. A ênfase do trabalho - os detalhes e realidades, fictícias, mas inspiradas na pesquisa histórica, vidas no Castelo de Paderne, com os quais o público se poderá identificar e criar uma ligação com a atualidade. A criação e encenação coletiva conta com os atores Luis Nogueira, Helena Madeira, Nicole Lissy, os poemas de Domingos Cerejo e a fotografia e imagem de Katia Viola.

A organização é da Amarelarte Associação Cultural e Recreativa e os apoios da Câmara Municipal de Albufeira e da Junta de Freguesia de Paderne.

As iniciativas culturais decorrem no âmbito do DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar, o programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos da Direção Regional de Cultural do Algarve.

Vídeo da Rota Omíada disponível a partir de hoje.

Uma versão mais curta e um documentário mais rico revelam os parceiros do projecto e suportam um excelente documentário sobre o legado Omíada nestes países!

Ver o filme completo (1:00.23)

Facebook

Cartaz - Amatores in Situ - ultima edição

Amatores in Situ - "Figuras femininas da Antiguidade na Literatura Portuguesa" / Concerto Iberis - Quarteto de Guitarras Concordis

 

No próximo dia 3 de junho, às 18h, nas Ruínas Romanas de Milreu, realiza-se a última palestra «Figuras Femininas da Antiguidade na Literatura Portuguesa», que será proferida pela Professora Doutora Adriana Freire Nogueira, da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve.

Penélope, Cassandra, Medeia... apenas uma exploração de estereótipos ou uma forma de reconhecimento de identidade?

Que falta fazem e que lugar ocupam, de um modo mais ou menos explícito, estas personagens que encontramos na nossa literatura, nos seus mais variados géneros (teatro, romance, conto, poesia...), na contemporaneidade?

Pelas 19h, o Quarteto de Guitarras Concordis, constituído por Eudoro Grade, João Venda, Rui Martins e Rui Mourinho, apresenta o tema Iberis. É um programa de raiz ibérica que combina diferentes linguagens artísticas e arranjos originais das músicas de José Afonso e Carlos Paredes por Pedro Loureiro e George Bizet.

Termina assim nas Ruínas Romanas de Milreu o ciclo de seis palestras dedicadas ao Mundo Antigo, Amatores in situ e a sua contribuição para a época em que vivemos.

Esta iniciativa resulta da colaboração entre a Direcção Regional de Cultura do Algarve, a Universidade do Algarve, a Associação Portuguesa de Estudos Clássicos e tem a coordenação científica da Professora Doutora Adriana Nogueira, da FCHS.

A participação é gratuita, condicionada as vagas existentes e por ordem de chegada.

Cartaz - XIII Curso Livre de História do Algarve

XIII Curso Livre de História do Algarve – O Património Islâmico

O Centro de Estudos em Património, Paisagem e Construção (CEPAC/UAlg) e o Departamento de Artes e Humanidades da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve organizam este ano mais uma edição do Curso Livre de História do Algarve.  Este curso, que já vai na sua XIII edição e tem vindo a cativar um leque alargado de público, terá lugar durante o mês de Junho, ao invés do mês seguinte como vinha sendo hábito.

“O Património Islâmico” é o tema que enquadra todas as 9 sessões que compõem o programa e a sua escolha surge no sentido de dar resposta às diversas solicitações recebidas dos participantes de anos anteriores. Para além do interesse que costuma despertar, este é também um tema bastante relevante no âmbito da história do Algarve. Deste modo, com o objectivo de aprofundar os conhecimentos relativos ao património islâmico e o seu contributo para a história e cultura da região foram convidados alguns especialistas de renome, de que são exemplo, Cláudio Torres, director do Campo Arqueológico de Mértola, ou Filomena Barros, investigadora e docente da Universidade de Évora. Outro elemento de destaque no âmbito da programação são as duas visitas agendadas às cidades de Silves e Tavira, ambas detentoras de importantes testemunhos da presença islâmica no Algarve.

A maioria das sessões do Curso Livre de História do Algarve terão lugar no Anfiteatro A do Complexo Pedagógico do pólo universitário de Gambelas, todas terças e quintas do mês de Junho, com excepção da última sessão que será à quarta (2 – 29), entre as 18h e as 20h.  No que respeita às visitas (dias 21 e 29), o ponto de encontro será às 17h em frente ao edifício da FCHS, para a deslocação em autocarro da UAlg; ou, em alternativa, às 18h nos respectivos locais a visitar. O programa completo com todos os detalhes pode ser consultado no cartaz em anexo.

Note-se que este curso está aberto à participação de todos os interessados nos temas em debate e confere certificado de participação. Para mais informações ou inscrições, deve-se contactar os Serviços de Secretariado da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais através do tlf. 289 800 914 ou do endereço gefchs@ualg.pt

cartaz - Caminho de Santiago - Algarve

Patrimonialização do Caminho de Santiago no Algarve

 

Nos próximos dias 2 e 3 de julho 2016, a Associação Espaço Jacobeus - Delegação de Faro - irá congregar em Faro e Loulé especialistas na delimitação histórica e valorização da herança cristã deixada no Algarve pela Ordem de Santiago, devota do Santo Apóstolo que revelou ser alicerce de coesão social entre a Península Ibérica e a Europa. O programa estende-se especialmente aos amantes do Caminho num percurso a pé pelas primeiras etapas do Caminho Português Central a Santiago de Compostela, desde a Catedral de Faro e Nossa Senhora da Piedade, Loulé. [...]

O encontro tem ainda outros objetivos, que passam pela sensibilização das comunidades e poderes públicos para a importância do Algarve nos Caminhos de Santiago, e pela divulgação deste coerente património, passado e presente, pelos agentes económicos regionais, colocados perante mais um recurso que singulariza a região nos quadros nacional e internacional.

Programa

 

Cancelamento de palestra

A Direção Regional de Cultura do Algarve informa que por motivos alheios à organização do DiVaM, a palestra "Amatores in Situ- Literatura latina - As nossas escolhas" prevista para o dia 25 de maio, nas Ruínas Romanas de Milreu, não se realizará por ausência dos palestrantes.

Cartaz - Ler Com...

Concurso Ler Com...

 

Na Fortaleza de Sagres, dia 10 de junho, a partir das 9h30m, acontece a 9ª edição do concurso de leitura expressiva “LER COM…” destinado aos alunos do 4º ano dos municípios das Terras do Infante.

Considerando que a actividade cultural é, na sua maior expressão, um valor insubstituível no desenvolvimento da criança, e que o interesse pela leitura entre os alunos do 1º ciclo deve ser estimulado, promovendo o conhecimento de obras de língua portuguesa, recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura, a Direcção Regional de Cultura do Algarve, em parceria com a Direção de Serviços da Região Algarve realiza, no ano de 2016, a 9ª edição do Concurso de Leitura Ler Com...

O Concurso de Leitura Ler Com... tem como objetivo premiar a excelência na leitura expressiva de autores fundamentais pelos jovens do 1º Ciclo do Ensino Básico dos concelhos da área geográfica em que se insere a Fortaleza de Sagres – as Terras do Infante.

A participação no concurso está aberta a todos os alunos do 4º ano de escolaridade, de todos os agrupamentos de escolas, dos concelhos de Vila do Bispo, Aljezur e Lagos.

O Júri é presidido pelo representante da Direcção Regional de Cultura do Algarve integrando ainda um elemento da Direcção de Serviços da Região Algarve e um professor de Língua Portuguesa ou uma personalidade que seja reconhecida pelo seu trabalho em prol da língua portuguesa.

Regulamento do Concurso

Assinatura de protocolo

PROTEÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL IMÓVEL DO ALGARVE-                                   ASSINATURA DE PROTOCOLO 

 

No passado dia 20 de maio, pelas 15h, teve lugar a assinatura de um protocolo inédito em Portugal, no Auditório da ex-Direção Regional de Economia.

A Direção Regional de Cultura do Algarve e a Guarda Nacional Republicana, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, irão cooperar institucionalmente para a salvaguarda e protecção do Património Cultural imóvel em meio rural.

Em 2000 na Resolução de Vantaa, em Helsínquia, a UNESCO adoptou as medidas “Para uma estratégia Europeia Sobre Conservação Preventiva” que inclui a criação de planos e equipas para fazer frente a situações de vandalismo e outros agentes destruidores que causam estragos no Património Cultural.

Será o que, pela primeira vez em Portugal, estabelecerá este protocolo para a Proteção do Património Cultural Imóvel do Algarve.

A sessão contou com uma dissertação do especialista Doutor João Martins Claro, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, sobre o tema “O Valor do nosso Património Histórico-Arqueológico”.

A Directora Regional da Cultura do Algarve, Professora Doutora Alexandra Gonçalves, e o Coronel Carlos Silva Gomes, Comandante Territorial de Faro da GNR, relevaram a necessidade de prevenção e sensibilização do Património histórico e arqueológico no meio rural algarvio e informaram sobre as acções futuras em preparação, no âmbito da presente colaboração.

Cartaz - A falar é que a gente se entende

" A falar é que a gente se entende"

 

Para lembrar o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento, irá decorrer nas Ruínas Romanas de Milreu, dia 21 de maio, às 15h, integrado no projeto DiVaM 2016 – Dinamização e Valorização dos Monumentos – uma performance colectiva acerca dos Diálogos de Platão com o título “A falar é que a gente se entende”.

A dinamização deste evento está a cargo da Associação Cultural Bons Ofícios através de Afonso Dias que representará Sócrates. Serão distribuídos pequenos textos pelos participantes, que passarão a atores, encenando-se uma Grécia Antiga, em que num debate, através de perguntas e respostas, se abordarão temas sobre ética, justiça, cidadania e bondade.

Paralelamente, decorrerão actividades para os mais pequenos.

Para a montagem deste teatro na hora, solicita-se, a quem queira participar, uma pré-inscrição para cgarcia@cultalg.pt ou  milreu@cultalg.pt

 

Cartaz "Corações ao Alto"

 

"Corações ao alto"

A Igreja da Misericórdia de Aljezur irá acolher o projeto “Corações ao alto” - uma experiência de canto e escuta, por Margarida Mestre, de 23 a 29 de maio. 

Esta é uma iniciativa integrada no programa DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos - 2016, produzida pela Tertúlia Associação Sócio - Cultural de Aljezur e que conta com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Aljezur

“Corações ao alto” é um conjunto de peças vocais construídas originalmente a partir da experiência da escuta de celebrações religiosas que se praticam na cidade de Lisboa. Margarida Mestre, a orientadora do coro, foi assistir a essas práticas e depois, com muito cuidado e sentido musical, irá construindo com o grupo de participantes a partitura musical que compõe a peça. De forma geral não compreendemos as palavras mas sentimos como o som das vozes se propaga harmoniosamente no espaço e cada tema desenha a essência e intenção de cada oração.

De 23 a 27 de maio irão decorrer os ateliers/ensaios diários de som, escuta e canto com a participação aberta à comunidade, mediante inscrição prévia (até 19 de maio, para tertulia.associacao@gmail.com).

As apresentações ao público serão realizadas no sábado, dia 28 de maio às 17 h30 e no domingo, dia 29 de maio às 11h30.

Com esta peça pretende-se celebrar musicalmente um encontro de culturas que tem maior expressão nas suas práticas religiosas.  Temas inspirados nas religiões: Cristianismo, Judaísmo, Islamismo, Hinduísmo e Sufismo.

“Corações ao Alto” teve a sua estreia em Setembro de 2013 no âmbito do Festival TODOS em Lisboa e foi reposto em Fevereiro de 2016 no programa VÃO, na Igreja de São Cristóvão em Lisboa.

 Aljezur, tal como outros locais no Algarve, foi ponto de confluência de várias culturas (a confluência entre o Oriente e o Ocidente, o Islamismo e o Cristianismo). Ainda hoje o é com uma população estrangeira residente e não-residente bastante grande e com credos diferenciados.

Esta peça para CORO, com cerca de 30 minutos, será interpretada por pessoas que habitem no concelho de Aljezur ou concelhos limítrofes e que queiram participar, celebrando musicalmente um encontro de culturas, que passará pela vivência do sentido do religioso de um lugar. Os participantes são todos aqueles que gostem de cantar: adultos, jovens e crianças maiores de 8 anos, para dar voz a uma partitura musical original (partituras vocais e físicas).

Cartaz - Brasas Vivas sobre Ramos

DiVaM - " Brasas vivas sobre ramos"

A poesia do Al-Andaluz, recriada através do corpo, da música e do dizer poético, acontece dia 14 de maio, na Alcaidaria do Castelo de Loulé, pelas 16h.

O projeto Brasas vivas sobre ramos, criado a partir do tema “O Espírito do Lugar”, evoca nas palavras de Ana Oliveira “ outras culturas gémeas de um mesmo sentir. Esse sentir surge-nos na herança do crescente, sob a forma da poesia do Alandalus, através de um canto único aos desígnios da Natureza. Nessa herança imensa a poesia aponta-nos instantes bucólicos e sensuais que os poetas árabes souberam guardar de forma única. A forma como a chuva cai, os desenhos dos jardins, o modo como os corpos das raparigas se movem, a imensidão do deserto, a bênção das fontes de água fresca entretecem-se num tecido único de sensações inesperadas e, tal como há 10 séculos, comoventes”.

Brasas vivas sobre ramos poemas de Ibn Ammar, Al-Mu’Tamid, Ibn Sâra ou Ibn Ash-Shantamari, entre outros, ditos pelos atores Ana Oliveira e António Gambóias, acompanhados pela flauta de Patrícia Neto Martins e dança exótica de Telma Madeira da Silva.

Com produção da Associação Cultural Música XXI e parceria da Câmara Municipal de Loulé, o evento decorre no âmbito do programa da Direção Regional de Cultura do Algarve – DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar.

 

Cartaz - A Sul Nenhum Norte

Exposição de Pedro Amaral - A Sul de Nenhum Norte

 

Inauguração no dia 14 de maio, nas  Ruínas de Milreu, em Estoi ­ Faro, pelas 17h30.

Encerramento 13 de outubro. 

A exposição " A Sul de nenhum Norte ", com obras do artista Pedro Amaral e curadoria da licenciatura em Artes Visuais, 

Este evento é promovido em parceria pelo CIAC e pela Direção Regional de  Cultura do Algarve (DRCAlg) com o objetivo de dinamizar a interação entre as  comunidades académica e local, estimulando diálogos entre arte e património  cultural da região através do desenvolvimento conjunto da programação de  exposições na Casa Rural das Ruínas Romanas de Milreu, localizadas junto à freguesia de Estói (Faro).

Sobre o artista:

Pedro Amaral vive e trabalha em Sintra. Sem formação artística, trabalhou  ativamente em ilustração nos anos 80 e 90.  A fundação com Alice Geirinhas e  João Fonte Santa do coletivo Sparring Partners em 1995 marca a entrada no  universo da Arte Contemporânea, contexto onde expõe regularmente desde  essa altura. A Pintura e mais recentemente o Desenho têm sido  os suportes  primordialmente escolhidos mas também o vídeo e a instalação e performance.  Da Galeria ZDB à integração de algumas exposições e dinâmicas marcantes  da década de 90 (em colaboração com nomes e comissários/artistas como  Paulo Mendes e Pedro Cabral Santo), de individuais em Galerias mainstream a  feiras  de  arte  internacionais,  mas  nunca  abandonando  os  contextos  mais  independentes e autónomos como oProjeto Museu – Casa Bernardo, o Pogo  Teatro,  o  Salão  Olímpico,   o   projeto  “Atlas  Secreto“  ou  os  mais  recentes   comissariados de arte panfletária de João Fonte Santa. O seu trabalho está  presente nas coleções Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, Museu do Neo  Realismo, Fundação PMLJ e diversas coleções particulares em Portugal e no  estrangeiro.

Cartaz Dia Internacional dos Museus

Dia Internacional dos Museus e Noite dos Museus 2016

Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, celebra-se anualmente a 18 de maio, através da organização de diversas atividades.

O tema proposto para 2016 - "Museus e Paisagens Culturais" –, visa promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma proteção ativa da paisagem cultural. Essa função pode ser exercida em diferentes níveis, nomeadamente através da sensibilização das comunidades para o papel interventivo que podem desempenhar na conservação e valorização deste universo patrimonial tão vulnerável, e contribuir para minimizar a sua degradação ou até mesmo o seu aniquilamento.

Noite Europeia dos Museus, criada pelo Ministério Francês da Cultura e da Comunicação, irá decorrer a 21 de maio, e os museus portugueses irão associar-se, uma vez mais, a estas celebrações.

79 Museus, Monumentos e Palácios de cerca de 44 concelhos de todo o país, participam este ano com centenas atividades muito diversificadas, proporcionando experiências atrativas e fora da oferta habitual por permitir ao público vivenciar os espaços numa perspetiva diferente, participando em atividades propositadamente organizadas para esse ambiente e horários específicos. - Programa Geral