• Estação Romana da Quinta da Abicada

    Estação Romana da Quinta da Abicada

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

  • Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

    Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

  • Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

    Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

  • Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

    Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

  • Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

    Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

  • Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

    Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

  • Torreões do Castelo de Loulé

    Torreões do Castelo de Loulé

  • Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

    Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

  • Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

    Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

  • Castelo de Paderne

    Castelo de Paderne

  • Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

    Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

  • Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

    Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

  • Fortaleza e Promontório de Sagres

    Fortaleza e Promontório de Sagres

  • Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

    Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

Página Inicial Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Prémio Regional Maria Veleda

Cartaz Cearte Estágio profissional em empresa e atelier do sector

O CEARTE, Coimbra, vai realizar o Curso Técnico Especialista (CET) em ofícios de arte cerâmica e vidro, nível 5, de 1450 horas. O curso decorrerá de Janeiro a Dezembro de 2017, de 2ª a 6ª Feira.

O curso destina-se:

a jovens  e adultos com mais de 18 anos;

com o 12º ano, ou que tendo estado inscritos no 12.º ano, não o tenham concluído;

licenciados ou titulares de um CET que pretendam a sua requalificação profissional.

Será umcurso gratuito com direito à refeição em espécie e pagamento total das despesas efetuadas em transportes públicos coletivos ou subsídio de transporte.

Aos titulares do CET que pretendam prosseguir estudos no ensino superior serão atribuídas equivalências na Licenciatura em Design de ProdutoCerâmica e Vidro da Escola Superior de Arte e Design ESAD.CR.

 

Inscrições e informações em www.cearte.pt ou pelo telefone 239 4972 00.

Cartaz - Conversas sobre a felicidade

Conversas sobre a felicidade

Esclarece-se que a data de realização desta actividade é no dia 24 de Novembro às 11h, pedindo desculpa à AIP e às pessoas que terão sido eventualmente afectadas pelo lapso.

As Ruínas Romanas de Milreu recebem dia 24 de novembro, pelas 11h, a sessão Conversas sobre a felicidade, pela Associação Internacional de Paremiologia.

Destinada à comunidade escolar de Estoi, esta sessão interativa e dialogante, confronta os sonhos e os conceitos de bem e de felicidade de cada um de nós, num mundo em mudança e cheio de desafios através do provérbio.

Os provérbios, transmitidos de geração em geração, são resultado da experiência dos povos, são manifestações vivas de sabedoria, contendo uma observação analítica, entre outras, das práticas e comportamentos humanos.

A iniciativa integra o ciclo DiVaM para os + e - Pequenos do programa da Direção Regional de Cultura do Algarve - DiVaM 2016- O Espírito do Lugar.

 

Espelhos Entre Paisagens / Música e teatro de sombras e objetos na Fortaleza de Sagres

Cartaz do evento

No dia 23 de novembro, pelas 10h30m, estará em palco no auditório da Fortaleza de Sagres, o concerto/ performance de música e teatro de sombras, objetos e sons “Espelhos entre Paisagens”.

Esta criação artística destinada a uma interação com um público jovem, tem no seu âmago dois universos paralelos, duas paisagens que se cruzam no espaço dos sentidos – som e imagem.

A viagem parte do som e explora as sensações com imagens projectadas, o tato, os efeitos, os opostos entre luz e escuro, e acima de tudo, o afeto traduzido pela música como fio condutor do jogo que se vai desenvolvendo com o público, quebrando rotinas clássicas de concerto e explorando a curiosidade de um público que tem um mundo para conhecer e reconhecer.

O repertório espelha as nossas raízes, projetadas no hoje. A utilização da antiga dança de festa de cariz popular portuguesa, A Folia , que se internacionalizou pela Europa, funciona como um ostinato - um ritmo padrão - que insiste entranhar-se no público e fazê-lo aguçar a curiosidade do que foi e representou, um dia, o ócio na vida das pessoas. 

Em “Espelho entre paisagens” participam João Miguel Costa no teatro/manipulação de objetos/sombras, Ana Figueiras na flauta de bisel e Elsa Mathei no cravo.

Esta produção do Rizoma Lab Associação Cultural é uma iniciativa do ciclo DiVaM Para os + e – Pequenos do programa da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar.

Apresentação do Orçamento Participativo PORTUGAL

Apresentação do Orçamento Participativo PORTUGAL

O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, Francisco Serra, o Reitor da Universidade do Algarve, António Branco, e a Diretora Regional da Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves, têm a honra de convidar V.Exª para a apresentação do Orçamento Participativo PORTUGAL, com a presença da Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, que se realiza no próximo dia 22 de novembro (terça-feira), pelas 10 horas, no Auditório Verde (Edifício 8) do Campus de Gambelas da Universidade do Algarve.

Cartaz - Quadros da Vida Romana

Quadros da Vida Romana

No próximo dia 11 de novembro, pelas 10h30m, as Ruínas Romanas de Milreu serão o cenário natural para o teatro de recriação "Quadros da Vida Romana".

O que poderão ter em comum um historiador do séc. XIX, uma matrona romana, uma escrava, ou um sacerdote devotado aos deuses? Um sítio que respira memórias e símbolos. Um lugar que convida a imaginação a preencher os espaços em branco, construindo o edifício destas vivências.

É um convite, aos mais jovens e público em geral, a mergulhar na História, revisitando o quotidiano dos protagonistas deste lugar.

Criada a partir de uma ideia de Natércia Magalhães e de Rui Parreira, tem a coordenação de Ana Cristina Oliveira, encenação de António Gambóias e a participação de Irene Rossas, Isa Viegas, Duarte Palmas, Ana Rocha e Fátima, jovens atores formados pelo Curso Profissional de Artes do Espectáculo de Faro.

Com organização da Associação Cultural Música XXI, é uma iniciativa do ciclo DiVaM para os + e Menos Pequenos do programa anual da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar.

Cartaz - Música dos Novos Mundos

Música dos Novos Mundos

Dia 13 de novembro, pelas 16h, a Igreja de Nossa Senhora da Graça da Fortaleza de Sagres, acolhe o concerto “Música dos Novos Mundos" pelo Coral Feminino “Outras Vozes.

Os descobrimentos portugueses desenharam um novo mapa do mundo. “Música dos Novos Mundos" assinala o cruzamento de culturas proporcionado pelos descobrimentos portugueses, num repertório-viagem pelo Cabo das Tormentas, Terras do Brasil, “nova Espanha” e as Américas, pelo Extremo Oriente e um regresso a Portugal.

O grupo coral constituído em 1999, é composto pelas vozes femininas -sopranos, mezzos e altos- de Ana Raquel Côrte-Real, Carla Lúcio, Cláudia Cabanita, Elsa Gonçalves, Isabel Trindade, Joana Cunha, Mariana Mendes, Marisa Mendes, Patrícia Neto Martins e Vera Rocha, sob a direção de Paulo Cunha.

Esta produção da Associação Cultural Música XXI, é uma iniciativa do progama anual de dinamização e valorização dos monumentos da Direção Regional de Cultura do Algarve -  DiVaM  2016 – O Espírito do Lugar, integrada no programa “Rota do Infante – Homenagem por ocasião dos 556 anos da sua morte”, organizado pela Associação de Municípios “Terras do Infante”.

Cerimónia Sagres, Marca do Património Europeu e Lugar de Globalização

Descerramento da placa MPE

No passado dia 28 de outubro, a Direção Regional de Cultura do Algarve promoveu na Fortaleza de Sagres, a cerimónia Sagres, Marca do Património Europeu e Lugar de Globalização.

O Promontório de Sagres foi distinguido pela União Europeia com a Marca do Património Europeu, como um dos lugares que tiveram um papel relevante na construção da Europa, associado à figura do Infante D. Henrique e aos Descobrimentos Portugueses.

No decorrer da cerimónia foi lançado o livro “Henrique, o Precursor da Globalização”, apresentado pelo seu autor, o historiador João Paulo Oliveira e Costa. A obra, editada pela Direção Regional de Cultura do Algarve e disponível em quatro línguas (português, espanhol, inglês e alemão) propõe-nos a descoberta de facetas menos conhecidas da personalidade do Infante.

Foi também ocasião para a apresentação do novo sítio da internet http://promontoriodesagres.pt, a cargo de Ana Neves, da empresa Imagetic que desenvolveu a componente tecnológica do projeto: uma plataforma digital integrada composta pelo website (já disponível nas versões em inglês e espanhol) e uma aplicação mobile e respetiva ativação com conteúdos georeferenciados, com notificações automáticas informativas sobre diversos pontos de interesse na visita à Fortaleza de Sagres. A aplicação poderá ser descarregada muito em breve, de forma gratuita, nas lojas Google e Apple.

Decorreu ainda a estreia mundial do filme informativo e promocional “À descoberta do Promontório de Sagres”, da produtora B’lizzard com consultoria de Pedro Gaspar & Cia. Pretendendo cativar o público mais jovem para o património e para o extremo Barlavento algarvio, este filme é visualizável no site do Promontório, dispondo de versões legendadas em inglês e espanhol.

A cerimónia terminou com o descerramento da placa Marca do Património Europeu.

 Os materiais agora disponibilizadas ao público (livro, site e filme) foram financiados por fundos comunitários, através do PO Algarve21, e pelo Turismo de Portugal.

Divulgação Rota do Infante D. Henrique

De 7 a 14 novembro - Aljezur | Lagos | Vila do Bispo
A Passagem dos 556 anos sobre a morte do Infante D. Henrique é o mote para que a Associação de Municípios “Terras do Infante”, entidade formada pelos municípios de Aljezur, Lagos e Vila do Bispo, decidisse organizar um conjunto de atividades destinadas a homenagear e reforçar o papel do homem, do visionário e aventureiro, e do descobridor que se tornou numa das figuras mais importantes da história mundial e dos Descobrimentos Portugueses.

Programa - Rota do Infante D. Henrique

Programa do Evento

Concerto "O Espírito do Lugar", Ermida de Nª Sra de Guadalupe - 5 de novembro

Concerto de música pelo SIFR Ensemble

Sagres - Marca do Património Europeu e Lugar de Globalização

Palestra e Apresentação de Livro - Henrique o precursor da globalização

Cartaz - Outubro - Fortaleza“Quando for a manhã de amanhã será sempre a manhã de hoje"

O Auditório da Fortaleza de Sagres irá acolher o espetáculo “Quando for amanhã de manhã será sempre a manhã de hoje” no dia 21 de outubro, pelas 11 horas.

Peça de dança/teatro para a Infância e para todos, inspirada na obra “O urso e o gato selvagem” de Kasumi Yumoto e Komako Sakai. Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 2º ano de escolaridade, este livro fala-nos da morte e da vida através da história da amizade entre um passarinho e um urso.

“Vemos as flores e as pedras do caminho, hoje que saímos de casa até à rua e estas flores amanhã já não serão iguais.. é agora, hoje que as vemos, as olhamos, as sentimos e na verdade que lhes reconhecemos, por estarem ali, aqui, neste momento, hoje. E eu, a manhã de que mais gosto é a manhã de hoje........”

 

Duas intérpretes cruzam personagens ao som do contrabaixo. Os três contam a história, que termina numa dança/canção em que elementos do público são convidados a participar, partilhando as sensações e sentimentos inerentes ao tema.

Esta é uma produção da corpodehoje, para o ciclo “DiVaM para os + e – pequenos” do Programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos, organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve.

Cartaz - Eduardo Ramos Tarde medieval com alaúde árabe

 No próximo dia 23 de outubro, pelas 17h, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, será o palco de um concerto  de música medieval por Eduardo Ramos. Com um repertório de música de raiz ibérica dos séculos XIII ao XVI -  música árabe, sefardita e galaico-portuguesa,  Eduardo Ramos estabelece uma ponte entre as memórias musicais,  históricas e patrimoniais do espaço monumental,  através do canto e dos sons do alaúde árabe.

 Eduardo Ramos cantor, compositor e multi-instrumentista, músico autodidata, dedica-se há mais de vinte anos ao  estudo da música e instrumentos árabes, e atualmete, da música dos judeus sefarditas do oriente e do ocidente,  sendo um dos percursores da divulgação desta música em Portugal.

 Com seis discos gravados, tem realizado concertos não só em Portugal como em diversos países da Europa e Norte  de África, em museus, bibliotecas, centros culturais e participado em feiras e festivais medievais ou eventos de    temática árabe. Destacam-se os concertos no Mosteiro dos Jerónimos para a Associação Portugal-Egipto com a  presença dos embaixadores de Marrocos, Argélia e Egito,o concerto para o príncipe Aga Khan. A convite da  Embaixada de Portugal em Marrocos atuou no “Festival Des Cordes Pincées” em Rabat,  representou Portugal no “Festival de Música Sagrada do Mundo” em Fez (2015) e em abril deste ano, nos “Dias da Música” -  Centro Cultural de Belém.

Formou o Ensemble Moçarabe e tem atuado com músicos como Rão Kyao, Raimundo Engelhartdt, Pedro Jóia, Paulo e Joaquim Galvão, João Pedro Cunha, Bruna Mélia, Tuniko Goulart, Vilma Keutcharian, Baltazar Molina.

O concerto coorganizado pelo Ao Luar Teatro – Ideias Culturais, é uma iniciativa do programa anual da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar.

 

Cartaz Maria Veleda

Prémio Regional Maria Veleda|2016  atribuído a José Luís Leite da Silva Louro

O Prémio Regional “Maria Veleda”|2016, foi atribuído por unanimidade, à personalidade José Luís Leite da Silva Louro, candidatura apresentada pelo Club Farense.

No dia 10 de Outubro de 2016 reuniram-se os elementos do júri, constituído por Alexandra Rodrigues Gonçalves, Diretora Regional de Cultura do Algarve, que presidiu à reunião, Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional de Cultura do Alentejo, António Branco, Reitor da Universidade do Algarve (UALg), Idálio Revez, Jornalista do «Público», José Carlos Barros, Arquiteto Paisagista, Lídia Jorge, Escritora, Mirian Tavares, Diretora da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da UAlg., Natividade Monteiro, Professora e Investigadora e Paulo Cunha, Professor de Música, para avaliar as oito candidaturas rececionadas.

Após análise do conjunto das candidaturas, o júri deliberou distinguir com o Prémio Regional “Maria Veleda” 2016, o Professor José Luís Leite da Silva Louro, reconhecendo que o seu percurso de vida, bem como a sua participação cívica e cultural são um relevante testemunho que vai totalmente ao encontro dos critérios e do espírito subjacentes a esta distinção.

A sua ação e intervenção no âmbito do ensino, mas também da juventude e do associativismo, foi precursora de novas práticas culturais no Algarve, tendo estado na criação do grupo de teatro universitário SIN-CERA, na fundação da Companhia de Teatro do Algarve e na formação do grupo de teatro Al-Masrah.

Para além de um incontestável pedagogo e um amante e especializado conhecedor da poesia pessoana, assumiu a função de programador no Teatro Lethes e, mais tarde, no Teatro Municipal de Faro. Mobilizou jovens e marcou a história do teatro no Algarve, tornando-se numa referência inquestionável da educação pela arte na região.

Na relação com os princípios de igualdade de género e de oportunidades, bem como do exercício de uma cidadania ativa foi responsável, entre outras atividades, pela peça levada à cena Casa de Bonecas do dramaturgo Henrik Ibsen de 1879, texto icónico na luta pela emancipação das mulheres.

A Direção Regional de Cultura do Algarve felicita, igualmente, os restantes candidatos pelos projetos e ações que cada um tem concretizado e que em muito têm contribuído para o desenvolvimento cultural do Algarve.

A criação deste Prémio, em 2014 pela Direção Regional de Cultura do Algarve, pretende reconhecer o percurso cultural e cívico de personalidades que se tenham revelado como protagonistas de intervenções particularmente relevantes e inovadoras na Região como, igualmente, inscrever-se no âmbito da resposta às medidas previstas no programa “Mulheres criadora de cultura”, preconizadas no V Plano Nacional para a Igualdade de Género, Cidadania e não Discriminação, a decorrer no período de 2014-2017.

A entrega do galardão, previsto para o mês dezembro em espaço e dia a anunciar brevemente, tem uma dotação de 5.000,00€ e uma medalha comemorativa, da empresa de cortiça PELCOR que, desde o início, está associada ao Prémio Regional «Maria Veleda».

José LouroO Algarve presta desta forma o seu reconhecimento público a José Louro, uma grande personalidade da cultura algarvia, pelo que, este é um momento de celebração para a Cultura da região.