• Estação Romana da Quinta da Abicada

    Estação Romana da Quinta da Abicada

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar - edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – interior do edifício tumular "Alcalar 7"

  • Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

    Monumentos Megalíticos de Alcalar – "Um dia na pré-história"

  • Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

    Castelo de Aljezur – Torre semi-cilindrica

  • Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

    Castelo de Aljezur – Muralha e acesso

  • Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

    Ermida de N.S. de Guadalupe e Casa rural

  • Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

    Panorâmica da exposição no interior da Casa rural

  • Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

    Castelo de Loulé – "Música nos Monumentos"

  • Torreões do Castelo de Loulé

    Torreões do Castelo de Loulé

  • Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

    Ruínas Romanas de Milreu – Casa rural

  • Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

    Ruínas Romanas de Milreu – Pormenor de mosaico

  • Castelo de Paderne

    Castelo de Paderne

  • Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

    Castelo de Paderne – Ruína da Ermida de N.S. da Assunção

  • Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

    Ruína da Ermida de N.S. da Assunção - "Música nos Monumentos"

  • Fortaleza e Promontório de Sagres

    Fortaleza e Promontório de Sagres

  • Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

    Capela de N.S. da Graça – "Música nos Monumentos"

Página Inicial Monumentos do Algarve Bons Momentos Promontório de Sagres Prémio Regional Maria Veleda

ESCLARECIMENTO: "Trabalhos arqueológicos na Cidade Romana da Balsa"

Em face das informações que têm sido difundidas na comunicação social sobre este assunto, a Direção Regional de Cultura do Algarve vem informar, exclusivamente no espírito da sua missão, a protecção do Património Cultural, e não se pronunciando sobre questões ambientais ou outras, da responsabilidade das demais entidades envolvidas no ordenamento e gestão territorial desta zona.

As ruínas da antiga cidade romana de Balsa, descobertas na segunda metade do século XIX, ocupam uma vasta área situada junto à localidade de Luz de Tavira, em terrenos privados, maioritariamente na Quinta da Torre d'Aires. Os terrenos desta quinta correspondem a uma exploração agrícola e foram intensiva, sistemática e (alegadamente) deliberadamente terraplanados e subsolados ao longo de dezenas de anos, sobretudo na segunda metade do século XX, pelos anteriores proprietários, arrasando muitos dos vestígios arqueológicos ali remanescentes. Sem que a continuação do uso agrícola do solo, nomeadamente com o cultivo de vinha (especialmente gravoso para a conservação dos vestígios arqueológicos) tenha sido, até 2015, de algum modo restringida pelas entidades responsáveis da administração central ou local e sem reações negativas por parte dos proprietários vizinhos.

Continuar a ler

Concerto de música pelo SIFR Ensemble

Sagres - Marca do Património Europeu e Lugar de Globalização

Palestra e Apresentação de Livro - Henrique o precursor da globalização

Cartaz - Outubro - Fortaleza“Quando for a manhã de amanhã será sempre a manhã de hoje"

O Auditório da Fortaleza de Sagres irá acolher o espetáculo “Quando for amanhã de manhã será sempre a manhã de hoje” no dia 21 de outubro, pelas 11 horas.

Peça de dança/teatro para a Infância e para todos, inspirada na obra “O urso e o gato selvagem” de Kasumi Yumoto e Komako Sakai. Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 2º ano de escolaridade, este livro fala-nos da morte e da vida através da história da amizade entre um passarinho e um urso.

“Vemos as flores e as pedras do caminho, hoje que saímos de casa até à rua e estas flores amanhã já não serão iguais.. é agora, hoje que as vemos, as olhamos, as sentimos e na verdade que lhes reconhecemos, por estarem ali, aqui, neste momento, hoje. E eu, a manhã de que mais gosto é a manhã de hoje........”

 

Duas intérpretes cruzam personagens ao som do contrabaixo. Os três contam a história, que termina numa dança/canção em que elementos do público são convidados a participar, partilhando as sensações e sentimentos inerentes ao tema.

Esta é uma produção da corpodehoje, para o ciclo “DiVaM para os + e – pequenos” do Programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos, organizado pela Direção Regional de Cultura do Algarve.

Cartaz - Eduardo Ramos Tarde medieval com alaúde árabe

 No próximo dia 23 de outubro, pelas 17h, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, será o palco de um concerto  de música medieval por Eduardo Ramos. Com um repertório de música de raiz ibérica dos séculos XIII ao XVI -  música árabe, sefardita e galaico-portuguesa,  Eduardo Ramos estabelece uma ponte entre as memórias musicais,  históricas e patrimoniais do espaço monumental,  através do canto e dos sons do alaúde árabe.

 Eduardo Ramos cantor, compositor e multi-instrumentista, músico autodidata, dedica-se há mais de vinte anos ao  estudo da música e instrumentos árabes, e atualmete, da música dos judeus sefarditas do oriente e do ocidente,  sendo um dos percursores da divulgação desta música em Portugal.

 Com seis discos gravados, tem realizado concertos não só em Portugal como em diversos países da Europa e Norte  de África, em museus, bibliotecas, centros culturais e participado em feiras e festivais medievais ou eventos de    temática árabe. Destacam-se os concertos no Mosteiro dos Jerónimos para a Associação Portugal-Egipto com a  presença dos embaixadores de Marrocos, Argélia e Egito,o concerto para o príncipe Aga Khan. A convite da  Embaixada de Portugal em Marrocos atuou no “Festival Des Cordes Pincées” em Rabat,  representou Portugal no “Festival de Música Sagrada do Mundo” em Fez (2015) e em abril deste ano, nos “Dias da Música” -  Centro Cultural de Belém.

Formou o Ensemble Moçarabe e tem atuado com músicos como Rão Kyao, Raimundo Engelhartdt, Pedro Jóia, Paulo e Joaquim Galvão, João Pedro Cunha, Bruna Mélia, Tuniko Goulart, Vilma Keutcharian, Baltazar Molina.

O concerto coorganizado pelo Ao Luar Teatro – Ideias Culturais, é uma iniciativa do programa anual da Direção Regional de Cultura do Algarve, DiVaM 2016 – O Espírito do Lugar.

 

Cartaz Maria Veleda

Prémio Regional Maria Veleda|2016  atribuído a José Luís Leite da Silva Louro

O Prémio Regional “Maria Veleda”|2016, foi atribuído por unanimidade, à personalidade José Luís Leite da Silva Louro, candidatura apresentada pelo Club Farense.

No dia 10 de Outubro de 2016 reuniram-se os elementos do júri, constituído por Alexandra Rodrigues Gonçalves, Diretora Regional de Cultura do Algarve, que presidiu à reunião, Ana Paula Amendoeira, Diretora Regional de Cultura do Alentejo, António Branco, Reitor da Universidade do Algarve (UALg), Idálio Revez, Jornalista do «Público», José Carlos Barros, Arquiteto Paisagista, Lídia Jorge, Escritora, Mirian Tavares, Diretora da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da UAlg., Natividade Monteiro, Professora e Investigadora e Paulo Cunha, Professor de Música, para avaliar as oito candidaturas rececionadas.

Após análise do conjunto das candidaturas, o júri deliberou distinguir com o Prémio Regional “Maria Veleda” 2016, o Professor José Luís Leite da Silva Louro, reconhecendo que o seu percurso de vida, bem como a sua participação cívica e cultural são um relevante testemunho que vai totalmente ao encontro dos critérios e do espírito subjacentes a esta distinção.

A sua ação e intervenção no âmbito do ensino, mas também da juventude e do associativismo, foi precursora de novas práticas culturais no Algarve, tendo estado na criação do grupo de teatro universitário SIN-CERA, na fundação da Companhia de Teatro do Algarve e na formação do grupo de teatro Al-Masrah.

Para além de um incontestável pedagogo e um amante e especializado conhecedor da poesia pessoana, assumiu a função de programador no Teatro Lethes e, mais tarde, no Teatro Municipal de Faro. Mobilizou jovens e marcou a história do teatro no Algarve, tornando-se numa referência inquestionável da educação pela arte na região.

Na relação com os princípios de igualdade de género e de oportunidades, bem como do exercício de uma cidadania ativa foi responsável, entre outras atividades, pela peça levada à cena Casa de Bonecas do dramaturgo Henrik Ibsen de 1879, texto icónico na luta pela emancipação das mulheres.

A Direção Regional de Cultura do Algarve felicita, igualmente, os restantes candidatos pelos projetos e ações que cada um tem concretizado e que em muito têm contribuído para o desenvolvimento cultural do Algarve.

A criação deste Prémio, em 2014 pela Direção Regional de Cultura do Algarve, pretende reconhecer o percurso cultural e cívico de personalidades que se tenham revelado como protagonistas de intervenções particularmente relevantes e inovadoras na Região como, igualmente, inscrever-se no âmbito da resposta às medidas previstas no programa “Mulheres criadora de cultura”, preconizadas no V Plano Nacional para a Igualdade de Género, Cidadania e não Discriminação, a decorrer no período de 2014-2017.

A entrega do galardão, previsto para o mês dezembro em espaço e dia a anunciar brevemente, tem uma dotação de 5.000,00€ e uma medalha comemorativa, da empresa de cortiça PELCOR que, desde o início, está associada ao Prémio Regional «Maria Veleda».

José LouroO Algarve presta desta forma o seu reconhecimento público a José Louro, uma grande personalidade da cultura algarvia, pelo que, este é um momento de celebração para a Cultura da região. 

Cartaz "Prato de água pura para o bico de pássaro"

Inauguração de “prato de água pura para o bico do pássaro” | Derivas Continentais

No próximo dia 15 de Outubro, pelas 16 horas, terá lugar na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe (Raposeira-Vila do Bispo) a inauguração de “prato de água pura para o bico do pássaro”, intervenção artística conjunta de Susana de Medeiros, Conceição Gonçalves e Luís Godinho.

“O que nos diz a imagem? Diz-nos o que é e não o diz.

Porque não é uma palavra. Antes, um silêncio,

uma ausência, um vazio.

O seu sentido é uma promessa de sentido

ou o silêncio do sentido que respira e transparece.

Ausência na presença plena. (...)”

in António Ramos Rosa, O centro na distância

prato de água pura para o bico do pássaro é um trabalho colaborativo entre a artista plástica Susana de Medeiros e os actores Conceição Gonçalves e Luís Godinho, título que faz referência a um dos poemas do poeta algarvio António Ramos Rosa escolhido como um dos pontos de partida do processo criativo.

A água – e os ritos e mitos a ela associados – foi o elemento estruturante da instalação (patente até dia 04 de novembro) e da peça performativa que irá decorrer durante a inauguração.

Esta é uma iniciativa produzida pela Tertúlia, Associação Sócio-Cultural de Aljezur, integrada no ciclo “Derivas Continentais” do programa DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos – 2016, promovido pela Direção Regional de Cultura do Algarve em parceria com agentes culturais da região.

Derivas Continentais é um projecto concebido por Susana de Medeiros e Conceição Gonçalves.

MÁTRIA - Cartaz

MÁTRIA | o corpo antes da história - Performance de dança e música.

Os Monumentos Megalíticos de Alcalar (Mexilhoeira Grande-Portimão), acolhem no próximo dia 08 de outubro, pelas 15h, uma performance de dança e música integrada no projeto “MÁTRIA – o corpo antes da história”.

Nos Monumentos Megalíticos de Alcalar, a performance terá um percurso itinerante pelo espaço, apropriando-se de vários recantos, vestígios, explorando as condições e elementos da paisagem.

Com organização do Rizoma Lab Associação Cultural, “Mátria – o corpo antes da história” é um conceito e criação de Vera Eba Ham, também a sua dramaturga e performer, com música, realização de vídeo e sonoplastia de Carlos Alberto Cavaco. Conta ainda com o apoio científico para o Algarve do arqueólogo Ricardo Soares e produção para o Algarve de Carmo Serpa.

Com o apoio da Câmara Municipal de Portimão /Museu Municipal de Portimão, trata-se de uma iniciativa do DiVaM 2016 “O Espírito do Lugar”, programa da Direção Regional de Cultura do Algarve, desenvolvido em parceria com associações culturais do Algarve.

 

 

 

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt  

 Telef. 289 896 070

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telf. 282 620140

Cartaz Dia Mundial da Música

Dia Mundial da Música -  1 de outubro

“A música começa onde acaba a fala.”
Ernst Hoffmann

O International Music Council, organização não governamental fundada, com o apoio da UNESCO, em 1948, instituiu, através do seu presidente de então o violinista Yehudi Menuhin (1975), o dia 1 de Outubro como Dia Mundial da Música.

Com o objetivo de promover esta arte como fator de união entre todas as pessoas, fortalecendo os valores pelos quais a organização se conduz – paz e amizade - por todo o mundo, este dia é repleto de vários tipos de eventos musicais que promovem a música enquanto veículo de comunicação internacional e sem fronteiras.

No Algarve, do barlavento ao sotavento, este dia vai ser celebrado.

Participe!!!!

Cartaz - Castelo de Paderne - 2 de outubro

“A Fortaleza da Fé” – recriação da romaria de Nossa Senhora do Castelo

No próximo dia 02 de outubro, o Castelo de Paderne abre portas para acolher, a partir das 14h, “A Fortaleza da Fé” uma recriação da antiga romaria de Nossa Senhora do Castelo.

Com organização, produção e realização da Sociedade Musical e Recreio de Paderne, o evento pretende contribuir para a valorização do património local, das tradições e crenças da população de Paderne e da sua relação com o monumento, proporcionando também a visita ao monumento pelo público em geral.

A recriação da Romaria de Nossa Senhora do Castelo apresenta três momentos distintos: procissão com início junto às muralhas do Castelo de Paderne às 14h; missa cantada e tocada na Ermida de Nossa Senhora da Assunção, no interior do Castelo e concerto pela Banda Filarmónica seguida de beberete.

A iniciativa que também comemora o Dia Mundial da Música (1 de outubro), contará com as atuações da Bandinha Popular, Saxy-Band, Grupo Coral e Banda Filarmónica.

Com o apoio da Câmara Municipal de Albufeira e da Junta de Freguesia de Paderne, “O Castelo da Fé” decorre no âmbito do programa da Direção Regional de Cultura do Algarve DiVaM 2016 “O Espírito do Lugar”, desenvolvido em parceria com agentes culturais da região.

 

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt  

 Telef. 289 896 070

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telf. 282 620140

 

Cartaz - Mitose20165ª Edição do Concurso "MITOSE: Ciência a Sul"

Até ao dia 31 de outubro estão abertas as candidaturas para a 5.ª edição do concurso "Mitose: Ciência a Sul" dirigido aos alunos da área de Ciências e Tecnologia das escolas do Ensino Secundário de Portugal. Esta iniciativa pretende motivar os jovens para a aprendizagem da ciência e da sua comunicação, proporcionar aos melhores concorrentes um estágio científico de curta duração num dos Centros de Investigação da Universidade do Algarve, como também motivá-los para a utilização dos recursos disponibilizados pelos Centros de Investigação e Desenvolvimento e pela Biblioteca, enquanto suporte e veículo de informação essencial à produção científica.

O projeto é uma iniciativa organizada pela Universidade do Algarve e pela Associação Juvenil de Ciência e conta com o apoio do Instituto Português do Desporto e da Juventude e da Agência Ciência Viva.

Consultar regulamento aqui 

Para quaisquer informações adicionais, contactar: projetomitose@ajc.pt ou biblioteca@ualg.pt.

Cartaz Jornadas Europeias Milreu 2016Jornadas Europeias do Património 2016  nas Ruínas de Milreu

Do saber ao bem estar: uma nova bioexperência romana” - Centro de Ciência Viva do Algarve 

dia 25 de Setembro, às 15h

O Centro de Ciência Viva do Algarve apresenta “Do saber ao bem estar: uma nova bioexperência romana”, para explorar espécies vegetais utilizadas na gastronomia, saúde e cosmética no Império Romano: observação e identificação de polénes; processos de produção de corantes e pigmentos; a cosmética romana: produtos e técnicas de maquilhagem; o “Jardim Romano”: identificação de espécies e “peddy-paper” (participação do curso de Arquitetura Paisagista da UALG) e finalmente, uma experiência de sabores: tisanas e chás no triclinum. Haverá lugar ainda a uma Mostra de produtos regionais: Mercearia Canastra e Barra Energética de Querença e a um campus ludi, para os mais novos. Actividade decorrerá entre as 15 h e as 18 horas e é direcionada para todas as idades.

A participação está sujeita a inscrição (nome, idade e contacto) através de milreu@cultalg.pt.

Apoios:

- Jardins Arabis

- Viveiros Sigmetum

- Viveiros Monterosa

- Viveiros Flor de Murta

- Direcção Regional de Agricultura e pescas do Algarve

- Requinte Turquesa - Eventos & Serviços

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt

Telef. 289 896 070

Cartaz Jornadas Gadalupe 25 de setembroJornadas Europeias do Património 2016  na Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

Alice deste lado do espelho - O Milagre da Virgem Negra” - Associação Cultural Música XXI

25 de setembro, pelas 17 horas

Alice deste lado do espelho - O Milagre da Virgem Negra”. Através de um texto original de Ana Cristina Oliveira sobre dois jovens que redescobrem a sua paixão na Ermida de Nª Sra de Guadalupe, escolhendo este templo para celebrar o seu casamento, pretende-se dar a conhecer a origem da história deste lugar. “Alice deste Lado do Espelho” é também a história de uma actriz que é invadida por personagens que interpretou ao longo dos anos. A forma de Alice se libertar é o segredo que este espectáculo irá revelar.

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt

Telef. 289 896 070

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telf. 282 620140

Cartaz Jornadas do Património LouléJornadas Europeias do Património 2016  no Castelo de Loulé

Sons da Palavra” - Fungo Azul - Associação Cultural

dia 24 de Setembro, às 16horas

A Alcaidaria do será o palco de “Sons da Palavra”. Esta actividade incide nas lendas e nos contos tradicionais algarvios. Enquanto Património Oral, os textos são abordados na forma clássica da narração e acompanhados musicalmente em ambiente paisagístico. A música, composta propositadamente para o efeito, é interpretada por diversos instrumentos históricos, criando uma atmosfera secular, apropriada ao momento que gira em torno da palavra que foi transmitida ao longo dos tempos entre gerações. Testemunho vivo da tradição oral, "Sons da Palavra" é um momento único na invocação do Património Imaterial Algarvio, apresentado nesta forma muito específica de simbiose com a parte musical. Narração oral de Nelda Magalhães. Interpretação musical de Daniela Tomaz e Carlos Norton.

Contactos:

Direção Regional de Cultura do Algarve

E-mail: geral@cultalg.pt

Telef. 289 896 070

Fortaleza de Sagres

E-mail: fortaleza.sagres@cultalg.pt

Telf. 282 620140